Português (Brasil)

Banco do Nordeste realiza aplicação recorde de FNE em nove meses e supera R$ 30 bilhões

Banco do Nordeste realiza aplicação recorde de FNE em nove meses e supera R$ 30 bilhões

Data de Publicação: 23 de novembro de 2023 20:15:00

Compartilhe este conteúdo:

As contratações do Banco do Nordeste (BNB) realizadas entre janeiro e setembro de 2023 com utilização de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) somaram R$ 30,3 bilhões. O volume foi o maior registrado na história de 71 anos do Banco, considerando o fechamento do terceiro trimestre.

“Essas contratações representam 78% de tudo que foi projetado em termos de aplicações com FNE para o ano de 2023, deixando apenas 22% do que está projetado para o último trimestre”, afirma o presidente do BNB, Paulo Câmara.

Os valores correspondem a todas as operações realizadas na área de atuação do Banco, que inclui estados nordestinos e parte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O resultado do terceiro trimestre das operações do FNE, principal fonte de recursos da Instituição, representa um aumento de 17,9% em relação ao mesmo período de 2022 (quando somou R$ 25,7 bilhões).

Segundo o executivo, as aplicações são orientadas para atender três pilares: produtor, consumidor e estruturador. "Nós fazemos a diferença, pois temos uma capacidade de crédito singular, por sermos os gestores do FNE. Oferecemos financiamentos de curto e longo prazos, microcrédito urbano por meio do Crediamigo e rural por meio do Agroamigo, crédito especializado, crédito comercial, comércio exterior e câmbio, mercado de capitais, captação e gestão de recursos, entre outros serviços bancários", explica.

R$ 41,6 bilhões

Além dos recursos do FNE, o Banco do Nordeste realiza aplicações com outras fontes de recursos. Ao todo, as aplicações somaram R$ 41,6 bilhões no período de janeiro a setembro de 2023. Esses recursos foram contratados em mais de três milhões de operações. Na comparação com o mesmo período de 2022, houve um incremento de 16% no total contratado (R$ 35,7 bilhões).

O Crediamigo, principal programa de microcrédito orientado da América do Sul, aplicou, no período, R$ 7,4 bilhões – representando cerca de 18% de todos os recursos contratados e reforçando a missão de estimular o empreendedorismo na base da economia da Região.

Segmentos

Os resultados de setembro destacam dois segmentos em suas contratações. Em produtos e serviços para Micro e Pequenas Empresas (MPE), comparando os nove primeiros meses de 2023 e 2022, houve aumento de R$ 3,3 bilhões para R$ 3,5 bilhões. Em projetos de infraestrutura, o aumento foi mais significativo, passando de R$ 5,8 bilhões para R$8,1 bilhões.

Resultados financeiros

Em relação às principais variações dos resultados financeiros e seus fundamentos, o destaque está no incremento do Patrimônio Líquido (PL) em 19,4%, passando de R$ 8,6 bilhões em setembro de 2022 para R$ 10,3 bilhões em setembro deste ano.

O lucro líquido também cresceu, mantendo a comparação, de um ano para o outro. A alta foi de 19,1%, indo de R$ 1,3 bilhão para R$ 1,5 bilhão.

O Banco experimentou no período uma melhora em sua eficiência operacional, que é mensurada por um indicador que quanto menor, melhor. Caiu de 53% para 50,8%. O resultado foi alcançado em razão da elevação das suas margens de negócios em patamares superiores ao crescimento das despesas administrativas.

A transmissão com comentários da Diretoria Executiva sobre os resultados está disponível no canal do BNB no Youtube. O relatório completo dos resultados está na página do BNB na Internet, na área de Informações Trimestrais.

Por: Ambiente de Comunicação/BNB

Compartilhe este conteúdo:
  Veja Mais
Exibindo de 1 a 10 resultados (total: 315)